sexta-feira, 3 de maio de 2013

AULA 1 - Grandezas, Grandezas Biológicas, Vida...

Pessoal, segue o material da aula 1 (download)
Deixo o seguinte questionamento,
O que é a vida, do ponto de vista biofísico? (anexem o link de pesquisa)

48 comentários:

  1. A vida é um pacote de predicados! Vida pode ser definida como um conjunto de propriedades ou funções dos seres vivos. Nela destaca-se a capacidade de nascer,crescer,viver e morrer. E outros dizem que as capacidades devem ser mais complexas como : Metabolismo,reprodução, código genético, evolução etc. )(http://www.lnh.ufsc.br/PDF/vida.pdf)
    Entretanto a vida é um assunto a ser tratado na escala microscópica (metabolismo,reprodução etc)para descrever a vida em forma molecular e atômica.
    (http://mesonpi.cat.cbpf.br/desafios/pdf/Folder%20biofisica.pdf)
    Postado dia 08/05/2012 23:10
    Ana Carolina Yuasa -Fisioterapia 2013a

    ResponderExcluir
  2. Segundo a lei da termodinâmica, a vida é um sistema altamente organizado em contraste com o universo que sempre tende ao aumento da desordem. A vida faz parte dos sistemas complexos, para os quais o tempo é irreversível e construtivo.Uns, acreditam que a vida pode ser definida como um conjunto de propriedades ou funções dos seres vivos, como a capacidade de nascer, crescer, viver e morrer. Já outros, mas com a mesma linha de raciocínio a abordam de uma maneira mais ampla e com mais propriedades como: metabolismo, reprodução, código genético, evolução e até estruturas ditas essenciais (ácidos nucléicos,células e outras).Porem , há algumas fragilidades nos conceitos de vida, as estrelas por exemplo nascem, crescem e morrem, já o virus seriam considerados vivos? Se a resposta for sim, a teoria a cima estaria incorreta. Mas uma certeza prevalece, desde a Antiguidade até o Renascimento, a ideia de o que é vida não mudou muito.Portanto não se tem um conceito concreto do que é vida, para a ciência um ser vivo é algo que atenda ao conjunto das definições como: definição Fisiológica, Metabólica, Bioquímica (ou biomolecular), Genética, Termodinâmica.
    http://www.lnh.ufsc.br/PDF/vida.pdf
    http://www.grupoescolar.com/pesquisa/vida.html
    Daiane Barreto de Souza - Enfermagem

    ResponderExcluir
  3. Ser vivo é considerado capaz de fazer varias funçoes. Uns dizem que são capazes de comer, metabolizar, excretar, respirar, mover, crescer, reproduzir e reagir a estímulos externos, outros dizem que eles nascem, crescem e morrem.
    A definição tem algumas falhas, algumas máquinas realizam todas estas funções e não são seres vivos.
    bactérias vivem na ausência completa de oxigénio e são seres vivos.
    Portanto não se tem uma certeza do que é a vida.

    http://www.grupoescolar.com/pesquisa/vida.html

    Amanda de Pieri Felippe (Fisioterapia)

    ResponderExcluir
  4. Por mais simples que possa parecer, ainda é muito difícil para os cientistas definirem vida com clareza. Muitos biólogos tentam defini-la como um "fenômeno que anima a matéria".A Vida pode ser qualquer coisa q nasce,cresce,reproduz e morre. quando você começa a usufruir dos elementos existentes no meio ambiente .(respirar,comer,beber ...) ou ainda em termos da biologia a vida começa quando surge o sistema nervoso em um corpo.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Vida

    Alexsandro Vieira Dutra

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Vida

    São muitas as definições sobre o que é vida, vista que depende muito da cultura e dos ensinamentos de um povo para se chegar a uma definição, mesmo que essa resposta seja heterogenia em diversas partes.
    Na concepção dos embriologista, a vida de qualquer ser vivo começa a partir da fusão do espermatozóide e do óvulo. Dois gametas haplóides que se fusionam gerando um ser diplóide. Com todo constituinte cromossômico, esse novo ser se multiplicará processo chamado clivagem, e com o decorrer do tempo células irão se diferenciando, tecidos serão formados e órgãos serão desenvolvidos. Dependendo da espécie o nascimento tem durações diferentes. E assim agora temos um ser vivo.
    Os geneticistas vêem um ser vivo como possuidor de DNA, onde este é formado por uma pentose, grupo fosfato e uma base nitrogenada. As moléculas orgânicas mais conhecidas que são os C, H, O, N, P, S são à base de todas as moléculas conhecidas. Com esse agrupamento de átomos é que são formados todo constituinte vivo.
    Todo ser vivo é capaz de transformar energia, metabolizar compostos, reproduzir-se, evoluir. Excluindo os vírus, que são parasita intracelular obrigatória onde este usa a maquinaria da célula para se reproduzir. Porem para muitos autores eles são vistos como organismos acelulares, visto que não possuem maquinaria própria para se reproduzir,não possuem organelas, e por isso não sintetizam compostos próprios para sua subsistência.
    Os neurologistas consideram vivo, o organismo que tenha as primeiras conexões neurais estabelecidas no córtex cerebral no feto para que ele se torne um ser humano.
    Os teólogos crêem que um Ser Superior denominado “Deus”, que foi o grande arquiteto do universo e criador das criaturas na Terra. Com seus poderes misteriosos, foi o criador de tudo e todos. Porem os cristãos com todo seu ensinamento oriundo de um livro, que este é passado por gerações, mostra que a vida surgiu a partir do “criador”. Livro chamado “bíblia Sagrada”, mostra o inicio de tudo, onde Deus criou o homem a partir do barro e que este possui uma alma onde esta não é destruída. Na bíblia pressupõem que todo homem que viva conforme dita suas leis, viverá na bondade e terá lugar ao paraíso. Subentende-se que para muitos cristãos, toda sua vida é controlada por esta força superior denominada “Deus”.
    Os ecólogos pressupõem que um organismo vivo, só será considerado vivo, se conseguir se adaptar, evoluir, e se tornar totalmente independente dos laços parentais.
    Toda via percebemos que há um nicho de entendimento sobre o que é vida. Porem, parando para refletir, e deixando de lado as diversas definições por diversos especialistas, uma coisa é certa, todos tem verdades a contribuir. Que há um ser superior que teve que apertar o botão de “start” e existir tudo o que existe, isso é verídicas grassas a teoria de fibonacci. Que a vida começa a partir da fecundação, sim, a partir deste começará a preexistência de um ser. A partir do desenvolvimento das primeiras conexões neurais, começará a desenvolver a parte humana e visceral deste novo ser. Com o decorrer da vida, esse indivíduo com a obtenção de experiências, evoluirá, se adaptará a sobreviver no meio ambiente.
    Cada pessoa vê a definição da vida dependendo de sua cultura, e ensinamentos visto que até grandes estudiosos tem dificuldades de explicar o que é vida. Mas uma coisa é clara, esta palavra, vida, que tem apenas duas vogais e duas consoantes é extremamente complexa seu entendimento e tudo o que gira em sua volta.


    Referências : "http://super.abril.com.br/ciencia/vida-primeiro-instante-446063.shtml"
    Aluno: Daniel Prado dos Santos
    curso: Ciências biológicas

    ResponderExcluir
  7. A vida é um conceito muito amplo e admite diversas definições. Pode-se referir ao processo em curso do qual os seres vivos são uma parte, ao espaço de tempo entre a concepção e a morte de um organismo, a condição de uma entidade que nasceu e ainda não morreu, e aquilo que faz com que um ser vivo esteja vivo. Metafisicamente, a vida é um processo contínuo de relacionamentos.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Vida

    Judy Marcella Muradás- Fisioterapia

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Um resumo para a palavra vida é nascer, crescer, reproduzir e morrer, mas a mais que isso incluído na palavra vida, a seres que não se da uma definição, a formas de viver diferentes, a conceitos diferentes. E na biofísica a física procura ao máximo descobrir as moléculas e formulas para descobrir como surgiu como funciona, o metabolismo,as transformações e respostas com interesse de funções atômicas, a biologia parte para o funcionamento dos organismos, a natureza de ser, a forma de viver. E com essas duas formas de descobrir vai se criando uma definição para vida, cada vez mais a vida evolui, e a biofísica se aprimora. A vida é então troca de energia num ambiente que mantém suas funções, e o ser vivo é uma dádiva que vive na natureza, um ser tão complexo que desenvolve seus próprios meios para sobreviver.

    Referência: http://mesonpi.cat.cbpf.br/desafios/pdf/Folder%20biofisica.pdf

    Natiéle Martignago

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. A vida é um conjunto de predicados ou funções dos seres vivos, onde eles têm a capacidade de nascer, crescer, viver e morrer. É algo fenômeno que ocorre entre sistemas abertos. Assim os seres vivos estão com uma atividade que é a troca de energia. Os seres vivos se caracterizam pela capacidade de manter suas funções, ainda de estarem em constante troca de energia no meio onde vivem. No domínio da Física a vida é uma organização que possibilita os processes de transformação e de reproduzir. E nesse sentido ela é tratada como microscópica, pois os fenômenos que acontecem nesse ambiente são denominados por relações que fogem a nossa experiência.

    Referência: http://www.lnh.ufsc.br/PDF/vida.pdf

    http://mesonpi.cat.cbpf.br/desafios/pdf/Folder%20biofisica.pdf


    Aluna: Luana Teixeira da Silva
    Curso: Fisioterapia.

    ResponderExcluir
  12. Não há consenso quando o assunto é “o que é vida?”, ou “quando e como ela surge?”. O Islamismo, por exemplo, acredita que a vida surge no momento em que Alá sopra a alma no feto, cerca de 120 dias após a fecundação; já o catolicismo afirma que ela começa na concepção, quando o óvulo é fertilizado. Enquanto isso, a ciência procura por essas respostas sem sucesso.
    A singularidade do fenômeno “vida” é motivo de perturbação desde tempos remotos. Uma das mais importantes descobertas da ciência moderna aumentou esse desconforto: Não existe uma substância vital, ou um elemento primário, que sejam particulares à vida. O que se sabe é que ela existe e, contrariando a segunda lei da termodinâmica, o seu grau de complexidade aumenta com o passar do tempo.
    A vida é uma manifestação da organização de elementos encontrados no mundo inorgânico. Atualmente, para ser considerado ser vivo um grupo de características deve ser detectado: organização celular, crescimento, reprodução, probabilidade de sofrer mutações, sensibilidade, nutrição, respiração, estado físico coloidal, entre outros.

    http://mesonpi.cat.cbpf.br/desafios/pdf/Folder%20biofisica.pdf
    http://super.abril.com.br/ciencia/vida-primeiro-instante-446063.shtml
    http://www.lnh.ufsc.br/PDF/vida.pdf

    ResponderExcluir
  13. Vida
    Não há um conceito certo para definir vida, apesar de varios estudos ela possui um conceito muito amplo com diversas definições. Definir vida é algo muito dificil,são varias as hipoteses que a cerca, para a biofisica por exemplo a vida evolui cada vez mais e se aprimora, ela é um conjunto que permite processos como reprodução e tranformação e que tudo aquilo que possui energia em um ambiente e que possui funções pode ser considerado um ser vivo.
    O que se pode afirmar é que a vida existe e se torna cada vez mais complexa e que Nascer, crescer, viver e morrer faz parte dela, e que existem varias hipoteses que devemos respeitar.


    http://www.rc.unesp.br/biosferas/page_artigos.php
    http://www.lnh.ufsc.br/PDF/vida.pdf

    Aluna:Monica Machado Biehl
    curso:fisioterapia

    ResponderExcluir
  14. “...A vida faz parte dos chamados ‘sistemas complexos’, para os quais o tempo é irreversível e construtivo, ou seja, pode-se reconstruir a história da evolução dos seres vivos e da própria vida, mas é impossível definir sua trajetória futura.
    A vida é ainda um sistema altamente organizado, em contraste com um universo que sempre tende ao aumento da desordem (entropia), como afirma a segunda lei da termodinâmica...”
    “...Para alguns, a vida pode ser definida como um conjunto de propriedades ou funções dos seres vivos. Entre esses predicados típicos do ser vivo destacam-se as capacidades de nascer, crescer, viver e morrer. Outros, na mesma linha de raciocínio, defendem que essa lista deve ser estendida para explicar um fenômeno tão complexo quanto a vida. A lista ampliada teria mais propriedades (metabolismo, reprodução, código genético, evolução) e até estruturas ditas essenciais (ácidos nucléicos, células e outras)...”
    Não existe uma definição específica que seja aceita universalmente por biólogos, cientistas e outros estudiosos da vida , e mesmo assim continuam procurando respostas não só aqui no Planeta Terra, mais também em outro lugares do universo.

    http://http://www.lnh.ufsc.br/PDF/vida.pdf

    aluna: Laís Bruna
    curso: Fisioterápia

    ResponderExcluir
  15. Não existe uma definição universalmente aceita pelos biólogos do que seja VIDA, ainda assim eles não hesitam em estudá-la: e até mesmo em procurá-la em outros cantos do universo. A vida constitui apenas uma parte ínfima do universo conhecido, habitando uma fina camada de um planeta marginal. A singularidade do fenômeno, porém, é perturbadora. A vida faz parte dos chamados ‘sistemas complexos’, para os quais o tempo é irreversível e construtivo – ou seja, pode-se reconstruir a história da evolução dos seres vivos e da própria vida, mas é impossível definir sua trajetória futura. A vida é ainda um sistema altamente organizado, em contraste com um universo que sempre tende ao aumento da desordem (entropia), como afirma a segunda lei da termodinâmica. A contradição, porém, é apenas aparente. O aumento da organização do mundo vivo é local: diz respeito só aos seres vivos e não a todo o universo. Assim, tais seres absorvem do meio a energia (alimentos, no caso dos heterotróficos, e luz solar, no caso dos autotróficos) necessária para suas atividades e para manter sua organização, mas no balanço final o universo continua tendendo à desordem. Mas, afinal, o que é vida? É uma pergunta difícil. Para entendê-la integralmente e assumir criticamente as conseqüências de qualquer de suas possíveis respostas, é necessário percorrer a história, já longa, da própria pergunta.

    Referencias: www.lnh.ufsc.br/PDF/vida.pdf
    CIÊNCIA HOJE • vol. 3 2 • nº 1 91


    Aluno: Romeu Neto
    Curso: Fisioterapia

    ResponderExcluir
  16. A vida é um fenômeno que ocorre em sistemas abertos. Portanto, todos os seres vivos mantêm uma intensa atividade de troca de energia, matéria e informação com o meio externo, o que torna difícil definir uma fronteira clara. Uma das mais interessantes características dos seres vivos é sua complexidade. Desde as bactérias, com apenas alguns micrômetros de diâmetro (cerca de um milésimo de milímetro), até seres complexos, como o Homo sapiens, todos os seres vivos são compostos por moléculas de alto grau de complexidade, organização que possibilita processos de transformação (metabólicos) e de reprodução. E, nesse sentido, ela é um assunto a ser tratado na escala microscópica. Esse é, porém, o domínio da física, pois os fenômenos que acontecem nesse âmbito são dominados por interações que fogem à nossa experiência cotidiana. Aí entra em cena a mecânica quântica, teoria que descreve a natureza nas dimensões moleculares, atômicas e subatômicas. No entanto, o fenômeno conhecido como vida continua sem explicação.
    Referencias:http://mesonpi.cat.cbpf.br/desafios/pdf/Folder%20biofisica.pdf
    http://www.significados.com.br/vida/

    Aluna: Beatriz
    Curso: Fisioterapia

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. O ser humano recebeu originalmente frequencias específicas para o perfeito funcionamento de seu corpo e orgãos. Fatores externos ou psicológicos fizeram estas frequencias se alterarem de forma negativa. Este “campo de energia” é a fonte original da qual todos somos compostos. É a base da vida e de toda nossa existência. O calor do sol, o combustível que abastece nossos automóveis, a eletricidade que usamos nos aparelhos domésticos, a energia que mantém os sistemas vivos, são formas diferentes deste “campo de energia”. Entende-se este “campo”, como o movimento contínuo de partículas subatômicas (fótons, quark), os quais se inter-relacionam entre si constantemente, criando e destruindo matéria (dualidade onda/partícula), sendo a base da existência material.
    Somos, principalmente, um corpo de energia que tem um aspecto físico. O ser humano esta inserto em uma realidade que é uma totalidade. A totalidade do mundo e tudo o que existe está completamente inter-relacionado. Falar de indivíduos ilhados ou separados é uma distorção da realidade, como afirmou o físico quântico David Bohm. Este chamado “campo de energia” é o que sustenta a enorme e complexa interação entre tudo o que existe. A vida se expressa e se manifesta como o fluir permanente de energias, mantida pela tensão constante entre dois pólos. O corpo humano é um sistema aberto, ou seja, necessita manter um adequado e contínuo intercâmbio de energias com seu meio, para manter seus mecanismos reguladores e, portanto, sua saúde.

    Referência: http://terapeutaquantico.blogspot.com.br/2010/04/fisica-quantica-biofisica-servico-da.html

    Aluna: Luana Sousa
    Curso: Fisioterapia.

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Apesar do avanço dos estudos, ainda não conseguimos ter algo concreto, do que seja vida. Pois os seres vivos é repleto de complexabilidade. Temos infinitas teorias do que é vida, ciência e religião sempre em conflito,por apenas uma pequena palavra. Pode-se considerar VIDA ,o espaço de entre o concepção e a morte, de uma ser humano,o relacionamento, um fenômeno que anima a matéria.
    O que é vivo tem que ter a presença de oxigenio, através da redução de compostos. O mais aceito que é para ter vida,tem que crescer, reproduzir ou não, ter movimentos, e responder a estimulos.

    Rafaela Beckhaüser Uliano
    Ciências biológicas http://www.feiradeciencias.com.br/sala26/26_01.asp

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. Por mais objetivo que possa parecer, não existe consenso sobre “o que é vida”. A dificuldade de conceituar vida é apresentada por três eixos clássicos: para ser considerado vivo, o organismo precisa se reproduzir, evoluir e ter um metabolismo ativo. O metabolismo é uma característica inescapável de todas as entidades vivas, desde os minimamente até os maximamente vivos.
    A vida é como um fenômeno coerente, que requer uma nova forma de conhecimento, e esse problema de definição não pode ser resolvido pelos mesmos procedimentos de classificação da história natural. É um conjunto de propriedades mais específicas, como movimento, sensibilidade, crescimento etc.
    Não é possível definir a palavra vida; entretanto, o “processo da vida” sim, uma vez que organismos vivos possuem certos atributos que não são encontrados em objetos inanimados. A definição de vida pode ser denominada, simplesmente, como “visão tradicional sobre a definição de vida”, a qual não pode ser explicada, principalmente, por duas suposições: A vida como tal não pode ser definida; por isso, uma definição clara não é encontrada, e a questão da definição de vida não é importante para a biologia. No entanto, diversos pesquisadores possuem opiniões controversas a esta, formulando novas definições de vida. Isso mostra como algumas definições nunca poderão ser alcançadas por um consenso.
    A pesquisa realizada numa dada disciplina é um paradigma, onde os conceitos são definidos em cima de outros conceitos. Podemos tomar como exemplo a definição da vida, onde seu conceito depende dos conceitos de metabolismo, reprodução, respiração, etc.
    Biologia, é a ciência que estuda a vida em todos os seus aspectos, sejam eles morfológicos, fisiológicos ou hereditários, têm o dever de distinguir o vivo do não vivo.
    A vida não é apenas uma organização de moléculas, mas também possui comunicação entre elas, chamadas signos. A biologia explica a vida como um fenômeno natural.


    http://comciencia.scielo.br/pdf/cci/n102/n102a12.pdf
    http://www.rc.unesp.br/biosferas/0028.php
    Videira, António Augusto Passos, et al. "O QUE E VIDA?." Disponível em:< http://scholar.google.com.br/scholar?cluster=13871552976835262747&hl=pt-PT&as_sdt=0,5>. Acesso em: 13/05/2013

    Vanessa Brasil Medeiros Machado
    Enfermagem

    ResponderExcluir
  24. A primeira definição de vida que encontramos no vocabulário técnico e crítico da filosofia é:

    Conjunto de fenômenos de todo tipo que, para os seres com um grau suficientemente elevado de organização, se estendem do nascimento até a morte. A ideia de vontade de potência da vida é a ideia de força que deve ser afirmada e expandida, em oposição à vontade de potência negativa.A vontade de potência negativa desdobra-se através de vários instintos, como o de conhecimento, que são forças desembocando na criação de métodos científicos, de teorias do conhecimento.A vontade de potência da vida, positiva, refere-se ao aumento de força, à expansão da vida, à afirmação dos instintos; ela só é possível se o processo de supervalorização da razão for anulado.

    http://www.oocities.org/spaprado/cienciavida.html
    Ariana dos Santos Lima
    Ciências Biológicas

    ResponderExcluir
  25. É difícil a definição de vida, pois é um termo que inclui uma quantidade e diversidade de fenômenos. A biologia explica a vida como um fenômeno natural. Ela não tem, no entanto, o monopólio do conceito de vida. O conceito de “vida” tem mais riqueza de significados na linguagem cotidiana do que é dada pela ciência. No cotidiano lidamos com metáforas e ambigüidades, isso nos traz muitos significados. Já a ciência é precisa. A função da biologia, portanto, é conceituar o fenômeno da vida, mas deve ser ampla e agrupar conceitos de neodarwinismo (a proposta de Darwin modernizada pelos novos conhecimentos científicos), teoria da autopoiese e a biossemiótica. Cada organismo com suas diferenças podem ser caracterizados como diferentes formas de vida.

    http://www.rc.unesp.br/biosferas/0028.php

    Helena Aguiar Pereira - Enfermagem

    ResponderExcluir
  26. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  27. Embora a palavras vida pareça ter um sentido óbvio, ela conduz a diferentes idéias,a vida é ainda um sistema altamente organizado, em contraste com um universo que tende ao aumento da desordem (entropia), como afirma a segunda lei da termodinâmica.Os seres vivos se caracterizam pela capacidade de manter suas funções, apesar de estarem em constante troca com o meio em volta deles. Átomos são trocados permanentemente, de forma que um indivíduo não é uma coleção constante deles, nem de moléculas. Há um fluxo permanente de energia e informação, com isso o organismo consegue manter sua organização e em troca desorganiza o meio em que vive.

    http://mesonpi.cat.cbpf.br/desafios/pdf/Folder%20biofisica.pdf

    http://www.lnh.ufsc.br/PDF/vida.pdf

    Aluna: Sabrina Silvério Camilo
    Curso: Fisioterapia

    ResponderExcluir
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  29. ÉLAN VITAL • Uma das mais importantes descobertas da ciência moderna tem um aparente sabor de negação que, no entanto, introduziu um novo desafio diante da perplexidade que a natureza oferece: não há substância vital ou elemento primário que sejam particulares à vida.
    A procura desse élan vital, que mobilizou muitos alquimistas, mostrou-se infrutífera. A vida é uma manifestação de uma forma sutil de organização de elementos encontrados no mundo inorgânico.
    DOMÍNIO DA FÍSICA • A vida é, portanto, organização que possibilita processos de transformação (metabólicos) e de reprodução. E, nesse sentido, ela é um assunto a ser tratado na escala microscópica. Esse é, porém, o domínio da física, pois os fenômenos que acontecem nesse âmbito são dominados por interações que fogem à nossa experiência cotidiana. Aí entra em cena a mecânica quântica, teoria que descreve a natureza nas dimensões moleculares, atômicas e subatômicas.
    No entanto, o fenômeno conhecido como vida continua sem explicação.
    DOIS ENFOQUES • Ao analisar um organismo, o biólogo estará interessado em descrever sua estrutura, fisiologia e suas partes, bem como qual a função de cada uma delas. Já o físico tentará entender como é a interação das forças em cada uma dessas partes, para que o organismo consiga realizar suas funções. E, num nível mais profundo, quais forças motivam o funcionamento fisiológico e anatômico do organismo.Quem nunca se perguntou a razão de existirmos? Afinal, se a tendência é sempre aumentar a entropia ou a desordem no universo, como justificar o aparecimento de sistemas ordenados e altamente complexos, que levaram à criação de formas de vida tão diversas? Para muitos, isso só pode ser explicado pela existência de uma força divina, acima da natureza e que tudo teria criado. Não cabe à ciência discutir essa questão, mas tentar entender a natureza, os mecanismos e os processos envolvidos na evolução do universo, que, partindo de um amontoado de partículas elementares há cerca de 14 bilhões de anos, levaram à formação de estrelas,planetas e, finalmente, ao surgimento de formas de vida altamente organizadas e complexas que conhecemos hoje.
    Nos últimos 50 anos, um grande progresso foi realizado no estudo dos seres vivos,graças a técnicas que permitiram examinar os sistemas biológicos na escala atômica e molecular, possibilitando entender os processos químicos e físicos que governam as trocas dos sistemas biológicos com o mundo exterior. Desse cenário, surgiu uma nova ciência, a biofísica, que atua na fronteira entre a biologia e a física.
    http://mesonpi.cat.cbpf.br/desafios/pdf/
    Angela Maria Brondani/Enfermagem

    ResponderExcluir
  30. Embora a palavra vida pareça ter um sentido óbvio, ela conduz a diferentes idéias, tornando-se necessária definir o próprio objeto a que nos referimos
    Neste texto. Para psicólogos, ela traz á mente a vida psíquica, para sociólogos, a vida sócia, para teólogos, a vida espiritual, para pessoas comuns, os prazeres ou as mazelas da existência. Isso é parte da nossa visão fortemente antropocêntrica do mundo. Para uma parte (relativa pequena) das pessoas, ela trás a mente imagens de florestas, aves e outros animais. Essa imagem é parcial, já que a imensa maioria dos seres vivos são organismos invisíveis.

    http://www.scielo.br/pdf/ea/v21n59/a21v2159.pdf
    Aluna: Judy marcella muradás
    Curso Fisioterapia

    ResponderExcluir
  31. Vida é tão fácil para se detectar basta você ver que tudo ao nosso redor está vivo tudo em nós vive o organismo precisa se reproduzir e ter um metabolismo ativo. Aí entra a questão de que se você não se reproduz você não é considerado um ser vivo? Como tem evoluções nós também participamos disso nós crescemos nos desenvolvemos e morremos, nossas células morrem , vida abrange várias sínteses que em nossas vidas vamos aprendendo.
    Bruna Vieira Da Silva. Enfermagem.
    http://comciencia.scielo.br/pdf/cci/n102/n102a12.pdf

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  33. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  34. Quando discutimos ou paramos para pensar no tema relacionado a vida, logo, nos deparamos com alguns questionamentos dificies de serem respondidos, muitas vezes, complexos demais a ponto de obtermos varias respostas.
    A vida é uma manifestação de uma forma sutil de organização de elementos encontrados no mundo inorgânico.
    No domínio da Física, consideramos como vida uma organizacao que possibilita processos metabolicos (de transformacao) e
    e de reproducao e com seres vivos que mantem uma intensa atividade com troca de energia, materia e informacao com o meio externo, fazendo com que a "vida" seja um fenômeno que ocorre em sistemas abertos, onde seres vivos se caracterizam pela capacidade de manter suas funções, apesar de estarem em constante troca com o meio em volta deles.
    No entanto em buscas de tantas respostas que muitas vezes acarretam em mais perguntas, ficamos com a certeza de que o fenômeno conhecido como vida continua sem explicações, porem, existe, mas esta se tornando cada vez mais complexo entende-la. Por fim, ficamos com a certeza de que nascer, viver e morrer faz parte dela.

    http://www.lnh.ufsc.br/PDF/vida.pdf
    http://mesonpi.cat.cbpf.br/desafios/pdf/Folder%20biofisica.pdf

    ResponderExcluir
  35. Comentario de cima: Ohana Andrade
    curso: fisioterapia

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. O que é vida?
    Vida é uma palavra tão pequena e tem um significado muito grande, vida é um ser vivo que precisa se desenvolver, crescer, transformar, movimentar, reproduzir ou não, responder a estímulos externos e evoluir. É no realismo dos caminhos da vida que nos revela seus ensinamentos e responde as perguntas que brotam da vida.
    A origem da vida vem sendo explicada através de muitas teorias, incluindo de astrônomos, biólogos, astrofísicos. Por mais simples que seja, os cientistas ainda não definiram completamente sobre o que é a vida. Muitos filósofos dão o conceito de que a vida é fenômeno que anima a matéria.

    De: Luana Figueiredo Cardozo.
    Curso: Enfermagem.

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. Existem diferentes idéias do que é a vida. A origem dos seres vivos sempre intrigou o homem. A vida faz parte dos chamados ‘sistemas complexos’.
    Para alguns, a vida pode ser definida como um conjunto de propriedades ou funções dos seres vivos. Assim, bastaria identificá-las para considerar vivo um sistema ou organismo. Entre esses predicados típicos do vivo destacam-se as capacidades de nascer,crescer, viver e morrer. Outros, na mesma linha de raciocínio, defendem que essa lista deve ser estendida para explicar um fenômeno tão complexo quanto a vida. E nessa lista estendida teriam mais propriedades como metabolismo, reprodução, código genético, evolução e até estruturas ditas essenciais (ácidos nucléicos, células e outras).
    Então com tantas informações,pesquisas, ficamos em dúvida do que é realmente a vida, a única certeza que temos é que não existe explicação confirmada para esse fenômeno complexo que é a vida.

    http://mesonpi.cat.cbpf.br/desafios/pdf/Folder%20biofisica.pdf
    http://www.lnh.ufsc.br/PDF/vida.pdf
    www.scielo.br/pdf/ea/v21n59/a21v2159.pdf

    Aluna: Michele Souza Toreti.
    Curso: Fisioterapia.

    ResponderExcluir
  40. A vida é conceito muito amplo que admite diversas definições e por mais simples que pareça ainda é muito difícil para os cientistas definirem com clareza. De modo geral, considera-se tradicionalmente um ser vivo quando este exibe todos os seguintes fenômenos pelo menos uma vez durante a sua existência: desenvolvimento, metabolismo, crescimento, movimento, reprodução, resposta à estímulos e evolução.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Vida
    Mayara Batista Bitencourt
    Curso: Enfermagem

    ResponderExcluir
  41. Embora a palavra vida pareça ter um sentido obvio, ela conduz a diferentes idéias, tornando-se necessário definir o próprio objeto a que nos referimos neste texto. Para psicólogos, ela traz a mente a vida psíquica, para sociólogos, a vida social, para os teólogos, a vida espiritual, para as pessoas comuns, os prazeres ou as mazelas da existência. Isso é parte da nossa visão fortemente antropocêntrica do mundo. Para uma parte das pessoas, ela trás a mente imagens de florestas, aves e outros animais. Mesmo essa imagem é parcial, já que a imensa maioria dos seres vivos são organismos invisíveis.
    http://www.scielo.br/pdf/ea/v21n59/a21v2159.pdf
    Aluna: Judy Marcella Muradás
    Curso: Fisioterapia

    ResponderExcluir
  42. A palavra vida possui inúmeras definições.
    Pode significar o espaço de tempo entre o momento da concepção e a morte de um organismo ou de um fenômeno que anima a matéria.
    Pode-se referir ao processo em curso dos quais os seres vivos são uma parte.
    A origem da vida vem sendo explicada através de muitas teorias, incluindo as de astrônomos, biólogos, astrofísicos, dizendo que a vida microbiana e a mais difundida na crosta da terra, e em vários locais nas profundezas dos oceanos. A vida tem por base o carbono e a energia é obtida pela presença do oxigênio livre no ar ou através da redução de compostos como sulfatos.
    Para biofísica, a vida evolui cada vez mais e se aprimora, a física então procura descobrir as moléculas e formulas para saber como surgiu e como funciona, o metabolismo, a natureza de ser, a forma de viver, portanto, metafisicamente a vida é um processo contínuo de relacionamentos que, porém um ser vivo precisa crescer, metabolizar, se movimentar, reproduzir e morrer.

    http://www.significados.com.br/vida/
    http://mesonpi.cat.cbpf.br/desafios/pdf/Folder%20biofisica.pdf

    Aluna: Lara das Neves Heerdt
    Curso: Ciências Biológicas

    ResponderExcluir
  43. Ninguém concorda ou sabe uma definição definitiva. Todavia é possível oferecer algumas definições possíveis.A vida é um conceito muito amplo e admite diversas definições. Pode-se referir ao processo em curso do qual os seres vivos são uma parte; ao espaço de tempo entre a concepção e a morte de um organismo ; a condição de uma entidade que nasceu e ainda não morreu; e aquilo que faz com que um ser vivo esteja vivo. Metafisicamente, a vida é um processo contínuo de relacionamentos.
    Por mais simples que possa parecer, ainda é muito difícil para os cientistas definirem vida com clareza. Muitos filósofos tentam defini-la como um "fenômeno que anima a matéria".
    Aluna: Suélen Pereira Marciano Mendes
    Curso: Ciências Biológicas
    http://crentinho.wordpress.com/2009/02/10/o-que-e-biologia-o-que-e-vida/http://pt.wikipedia.org/wiki/Vida

    ResponderExcluir
  44. A vida para a biofísica acredito ser um emaranhado de informações
    A vida é,a organização que possibilita processos de transformação (metabólicos)e de reprodução agrupadas em um ser,onde todos os sistemas se interligam comunicandos-se entre si e o meio externo,mandando estimulos elétricos,químicos,físicos,sensoriais entre outros vários.
    A biofísica engloba todos esses mecanismos,da formação da célula ao embrião formado,aos estimulos mandados do cérebro para designar ações e reaçoes de um ser.A biofísica é forte aliada nas pesquisas que antecedem e precedem a vida.

    www.museudaciencia.com.br

    Aluna:CRISTINA D BOLL
    Curso:CIÊNCIAS BIOLÓGICAS



    ResponderExcluir
  45. Como um Físico estuda a relação entre a materia e a energia, corpos e fenômenos físicos em todas as escalas - de partículas subatômicas à imensidão do cosmo, aplica as leis do mundo físico para a solução de questões práticas e cotidianas e área de física médica, desenvolvendo e aplicando tecnologias e equipamentos nucleares e radioativos para diagnóstico e tratamento de doenças. E com relação a vida, ele estuda principalmente os aspectos físicos dos processos biológicos. Realizar simulações de comportamento de moléculas biológicas para entendimento de funcionamento e ação nos meios biológicos.

    http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/ciencias-exatas-informatica/fisica-686301.shtml

    Aluna: Karla Suellen da Silva
    Curso: Ciências Biológicas

    ResponderExcluir
  46. A falava vida pode ter vários sentidos, só depende da interpretação de cada um. Pode ser vida social, vida espiritual, vida psíquica ou apenas a existência.
    Curso: ciencias biologicas.

    ResponderExcluir